COMER FORA?

Tempo de leitura: 4 minutos

COMER FORA? – Para saber mais, click aqui!
(EDUCAÇÃO FINANCEIRA FÁCIL)
mostrar mais ….

Hoje eu trago um tema que tenho recebido muitos pedidos para comentar: Comer fora e Dinheiro

É meio raro encontrar alguém que não goste de comer fora, não é?

Seja de vez em quando ou sempre, a gente gosta de sair para comemorar, pra experimentar um sabor novo, conhecer um lugar diferente, ou as vezes até ir em um restaurante que todo mundo está comentando, só pra saber se é mesmo tudo o que estão falando, certo?

Não há nada de mal nisso…

Mas acontece que precisamos de uma coisa fundamental, claro, além da vontade de sair:
poder pagar a conta!

Dependendo de onde formos a conta pode sair bem alta e não é nada boa a sensação de que gastou além do que podia. Poxa, logo depois de um momento bom?!?!?!

Bem, como consultor financeiro pessoal e professor do meu curso de educação financeira, tenho visto muitas pessoas gastando uma parte considerável do que ganham comendo fora.
E por que isso acontece?

Olha, o motivo principal posso te garantir que não é fome.

É simplesmente agir no impulso, na falta de planejamento financeiro.

Já sabemos que esta área normalmente concentra gastos excessivos.

No curso ou nas consultorias se descobre isso quando fazemos a pergunta-chave:
– Comer fora é pra quem quer ou pra quem pode?

A Solução
Isso faz a pessoa parar pra pensar na situação financeira que está vivendo, e se o que está fazendo contribui ou a afasta da realização de seus objetivos.

A esse momento de clareza chamamos de “queda do cavalo” ou “cair na real”.

É quando algum aspecto do nosso estilo de vida revela que algo não está indo bem e que somos nós mesmos os responsáveis por estarmos onde estamos.

Isso é difícil de reconhecer, exige ou maturidade ou muita dor…

Mas calma, a solução está chegando.

Se você observar bem, o problema e a solução estão no mesmo lugar: em nós mesmos!

Quando vemos claramente que não dá mais para continuar gastando mais do que ganhamos, ou gastando tudo que ganhamos, nossos olhos se abrem e vemos que precisamos operar mudanças.

É quando normalmente as pessoas paralisam.

Têm esse momento de lucidez e não fazem nada com o que acabaram de sentir.

Isso acontece por dois motivos principais:

  • Elas ficam sem esperanças de conseguir reverter o quadro atual de déficit financeiro, ou…
  • Elas criam uma falsa expectativa que algo milagroso vai acontecer na vida delas simplesmente porque elas precisam desse “milagre”.

Bom, no caso das pessoas que ficam perdidas, sem esperanças, tenho visto resultados mais rápidos de reação.
Isso porque o problema central nestes casos é a falta de conhecimento do que fazer para sair dessa situação financeira limitante, dolorida, de pressão mesmo.
Uma vez que a pessoa aprenda o que não sabia e, principalmente, coloque em prática o que aprendeu, ela supera bem mais rápido e deslancha na vida.

Já no segundo caso, das pessoas que inventam historinhas para si e para os outros, sempre com uma justificativa, com o porque de estarem em apuros financeiros…

Ou os que acreditam que cairá do céu uma bolada de dinheiro, tipo ganhar na loteria e eventos aleatórios, algo muito improvável que venha a resolver magicamente seus problemas, esses, normalmente, demoram mais para aceitar sua responsabilidade, o que fizeram ou deixaram de fazer, foram parar onde estão: duros, sem grana, com dívidas e por aí ladeira abaixo.
O discurso mais comum é que a culpa é sempre dos outros, das crise, etc.

Por isso vemos tantas pessoas vivendo com dificuldades financeiras.
Elas não fracassaram! Elas negam a origem de sua difícil realidade e/ou desistiram de tentar algo diferente.

Somente 3% da população mundial é rica.
E não estou me referindo aos milionários ou bilionários como ricos.

Estou falando das pessoas prósperas, as pessoas que têm abastança, a capacidade de viver com menos do que ganham e estão com as rédeas de suas finanças em suas mãos.

Seja o primeiro tipo, o que precisa conhecer mais ou o segundo, o sonhador, posso te assegurar que tem como vencer esses desafios.

Sempre digo que se não estamos onde gostaríamos de estar é porque não sabemos o que as pessoas que estão lá sabem.

Espero que tenham gostado.
Conheça o canal EDUCAÇÃO FINANCEIRA FÁCIL no Youtube onde falo mais detalhadamente da saída para esse problema.

Até a próxima.

[fbcomments/* Instale e configure o plugin Facebook Comments - https://wordpress.org/plugins/facebook-comments-plugin/ */]